Sustentabilidade

Ecotag é pioneira na criação de lacres de autenticidade

14/06/2016 06:00:00

Empresa produz até três milhões de lacres mensalmente e conta com 120 clientes

Ecotag é pioneira na criação de lacres de autenticidade
Junior Souza: lacre é uma maneira efetiva de comunicar ao consumidor que o que ele está comprando é, de fato, autêntico (Foto: Blink Studios)

A blumenauense Ecotag, especializada na produção de lacres de autenticidade, é pioneira na região Sul e está investindo para duplicar a capacidade de produção, que atualmente pode chegar a três milhões de lacres ao mês.

Junior Souza, fundador e idealizador da Ecotag, comenta que o produto é uma tendência que se popularizou através do mercado têxtil:

"Com todos os investimentos em marketing e no reconhecimento das marcas, é natural que o combate à pirataria também seja alvo de pesquisas e busca de soluções. O lacre é uma maneira efetiva de comunicar ao consumidor que o que ele está comprando é, de fato, autêntico."

Apesar de aparentar ser um simples item, o lacre carrega tecnologias e matérias-primas complexas que evitam fraudes:

"Na Ecotag, aplicamos um processo rigoroso de política de vendas, em que nos certificamos de estarmos comercializando para a marca original. Por isso, muitas companhias que antes compravam do exterior perceberam que é mais seguro que um item tão importante seja produzido no Brasil e com informações controladas."

São cerca de 120 clientes ativos, mais de 70% deles iniciados em 2016. Outro diferencial que Junior ressalta é a agilidade de entrega, que reduz a necessidade de estoques e pedidos antecipados:

"Enquanto quem importa precisa prever a demanda com mais de 90 dias de antecedência e ainda não conhece a realidade onde esse lacre é produzido – talvez com condições de trabalho inapropriadas ou matérias-primas sem qualidade, com a produção nacional é possível fazer compras periódicas, acompanhar o processo produtivo e contar com uma equipe local para atender as dúvidas e demandas."

Sustentabilidade

De acordo com Junior, a Ecotag trabalha com um conceito muito forte de sustentabilidade. Os resíduos da produção passam por um tratamento mecânico e se tornam novamente lacres, num processo de upcycle:

"Desenvolvemos internamente esta tecnologia e empresas que têm essa forte vertente agora podem contar também com itens completamente reciclados."

Resíduos dos fios que compõem as peças também têm uma nova destinação: se transformam em almofadas que a Ecotag comercializa para viabilizar um projeto social de estímulo ao empreendedorismo nas escolas.