EVENTO

17 ª edição da Febratex é adiada para agosto de 2021

25/01/2021 17:00:00

17 ª edição da Febratex é adiada para agosto de 2021

Por conta das incertezas provocadas pela pandemia do coronavírus, a Febratex - Feira Brasileira para a Indústria Têxtil e de Confecção, que aconteceria no mês de abril, foi adiada para acontecer entre de 10 e 13 de agosto de 2021.

A alteração da data para o segundo semestre leva em conta a expectativa de condições de saúde mais seguras, seguindo todos os protocolos de segurança.

A Febratex representa toda a verticalidade da cadeia produtiva do Brasil. 

O Febratex Group vem inovando e levando o evento, também, para o digital.

Á exemplo temos o Febratex Marketplace, plataforma considerada a extensão da feira para o meio digital, que vem para inovar e somar à feira.

 

A Diretora Executiva do Febratex Group, Giordana Madeira, informa:

“Agosto sempre foi o mês da Febratex, há 30 anos a feira é realizada em anos pares neste mês”. 

“É um ano atípico, mas consideramos agosto um mês consagrado e marcante para o evento”. 

“Estamos confiantes na realização de uma feira com toda a segurança necessária, com muito networking, grandes negócios e com a promoção do conhecimento”.

“A realização das feiras de negócios presenciais ainda exige muita cautela, previsibilidade e reavaliação constante das circunstâncias e, ao nosso ver, sempre com as perspectivas de boa-fé e otimismo”. 

“O início da vacinação no Brasil ajudará muito a saúde pública, a economia brasileira e também vai trazer mais segurança para a realização dos eventos presenciais”. 

“Confirmamos, também, que seguiremos responsáveis pela aplicação das boas práticas de higiene sanitária e, por isso, os eventos acontecerão mediante a observância de protocolos, que estão prontos e adequados para garantir a realização de um evento seguro a todos os participantes”.

“Contamos com o entendimento e colaboração de todos para fazermos da Febratex o encontro para a retomada de negócios presenciais de toda a cadeia produtiva têxtil, contribuindo para a manutenção dos empregos e renda de mais de 1,5 milhão de famílias que trabalham diretamente na nossa indústria”.






A hora e a vez do Governo Digital 

Artigo por Aldo Mees, Presidente da IPM Sistemas