| Publicado em: 16/05/2017 10:46:00

Um estudo divulgado pelo escritório brasileiro do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) divulgou o ranking de desigualdade salarial entre gêneros.

Santa Catarina está no topo da lista.

As catarinenses estudam, em média, 10 anos a mais que os homens. Mesmo assim, têm renda 28% menor. 

O estado com menor desigualdade é o Piauí, onde a diferença é de 9,1%.

A pesquisa também levou em conta a diferença de renda nos lares.

O estudo revelou que as mulheres trabalham 7,5 horas semanais a mais que os homens por conciliarem o trabalho remunerado aos serviços domésticos. 

Veja o ranking dos dez estados com maior desigualdade de salários entre gêneros:

  1. Santa Catarina, 28%

  2. Goiás, 27,6%

  3. Paraná, 27,4%

  4. Mato Grosso do Sul, 27,3%

  5. Mato Grosso, 26,4%

  6. Rondônia, 26,3%

  7. São Paulo, 25,3%

  8. Espírito Santo, 25,2%

  9. Minas Gerais, 25,2%

  10. Rio  Grande do Sul, 24,1%



Orcali comemora 50 anos de atuação no mercado


Evento aborda o impacto do empreendedorismo de startups


Sebrae/SC promove seminário online sobre exportação


Roberto Vilela lança palestra sobre carreira profissional

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |