| Publicado em: 22/06/2018 11:00:00

Santa Catarina tem 119.674 trabalhadores com direito a receber o Abono Salarial do PIS/Pasep ano-base 2016 que ainda não sacaram o benefício.

O prazo para retirar o dinheiro, que pode chegar a um salário mínimo (R$ 954), termina no próximo dia 29.

Somado, o montante disponível no estado é de R$ 86,3 milhões.

Os recursos não sacados retornam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O ministro do Trabalho, Helton Yomura, lembra que o FAT beneficia os trabalhadores por meio do Seguro-Desemprego, mas diz que os beneficiários não podem deixar de pesquisar se têm direito ao Abono:

“Mesmo que o FAT seja uma ferramenta dos trabalhadores, o Abono está disponível neste momento e pode auxiliar na renda das famílias, dando um fôlego para quem não está com as contas em dia”.

O Abono Salarial ano-base 2016 começou a ser pago em 27 de julho de 2017.

Desde então, 22,2 milhões de trabalhadores foram pagos em todo o Brasil, de acordo com a última atualização.

Os valores sacados atingiram R$ 16,4 bilhões.

Ainda há R$ 1,6 bilhão à disposição dos trabalhadores.

 

Quem tem direito

Para ter direito ao Abono Salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês em 2016 com remuneração média de até dois salários mínimos.

Além disso, o trabalhador tinha de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

De acordo com o chefe da divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan Brito, a quantia que cada trabalhador tem para receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente no ano-base e varia de R$ 80 a R$ 954.

Quem trabalhou durante todo o ano recebe o valor cheio. Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo:

“Se a pessoa trabalhou um mês, recebe 1/12 do valor, se trabalhou dois meses, 2/12, e assim sucessivamente".

Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro na Caixa.

O banco disponibiliza uma página clicando aqui para que o trabalhador consulte se tem direito a receber o valor.

Para isso, é preciso informar o número do PIS (geralmente registrado na carteira de trabalho) e digitar a senha.

Quem não tem senha, pode cadastrar uma na página de consulta. 

Para os funcionários públicos, a referência é o Banco do Brasil.

O banco disponibiliza um aplicativo clicando aqui que precisa ser baixado e instalado para que o trabalhador consulte se tem direito e o valor do benefício.


CDL Blumenau - Câmara de Dirigentes Lojistas
Fischer Advocacia - Advocacia - Expanding Your Business Overseas
Pro Hunters - E-commerce e loja especializada em armas de fogo, airsoft e cutelaria


Secretaria de Segurança Pública adota sistema de visualização de dados mais eficiente
O futuro da Contabilidade
Escola oferece cursos de degustação de cervejas durante Oktoberfest
Simplix promove encontro imersivo sobre conquista de novos clientes
Patrocinado

Blog do Editor



























Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314

Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |