| Publicado em: 12/12/2017 19:00:00

O programa Bônus Eficiente Linha Fotovoltaica, desenvolvido pela Celesc em parceira com a Engie, conquistou o Prêmio Eco 2017, promovido pela Câmara Americana de Comércio.

O projeto oportunizou a instalação de 1 mil sistemas fotovoltaicos em residências de Santa Catarina, com investimento total de R$ 17 milhões, sendo R$ 11,3 milhões do Programa de Eficiência Energética da Empresa e R$ 6,7 milhões como contrapartida dos clientes que adquiriram o sistema.

Segundo Cleverson Siewert, presidente da Celesc, a distribuidora catarinense subsidiou 60% da instalação dos painéis solares, oferecidos por cerca de 40% do custo praticado no mercado.

“Receber um prêmio de âmbito nacional é, sem dúvida, um importante reconhecimento para esta ação que vai além do estabelecido pelo Governo Federal e oferece um produto de valor, com um preço mais acessível ao consumidor interessado. Porém, mais que oferecer o desconto, o que se quer é estimular o uso racional da energia elétrica e contribuir de forma efetiva com a economia doméstica, com a redução do carregamento das redes e com a diversificação da matriz energética brasileira”, explica.

As instalações dos sistemas inicialmente previstos foram concluídas em novembro pela Engie.

Além da satisfação de gerar sua própria energia limpa e renovável, os participantes podem ter uma economia na conta de energia elétrica de até R$ 2 mil por ano.

Lançado em fevereiro deste ano, o programa obteve mais de 11 mil interessados cadastrados já nos primeiros dias.

 

COMO FUNCIONA

  • Um sistema de energia solar fotovoltaico é capaz de gerar energia elétrica por meio da radiação solar. Os sistemas isolados são utilizados em locais remotos ou onde o custo de se conectar à rede elétrica é elevado, como casas de campo, refúgios iluminação, telecomunicações, bombeio de água etc. Já os sistemas conectados à rede substituem ou complementam a energia elétrica convencional.

  • Enquanto um sistema isolado precisa de baterias e controladores de carga, sistemas conectados à rede funcionam somente com painéis e inversores, já que não precisam armazenar energia.

  • Na instalação do sistema, os medidores existentes nas unidades consumidoras são substituídos por medidores bidirecionais, que permitem registrar a quantidade de energia gerada por meio das placas fotovoltaicas injetada no sistema Celesc.



Fiesc e Acate firmam parceria para ampliar o intercâmbio de informações em tecnologia e inovação


Univali e Biopesca inauguram unidade de Estabilização de Animais Marinhos em SP


Programa de Logística Verde Brasil será apresentado na Fiesc


No Paraguai, missão da Fiesc participa de rodadas de negócios


Blog do Editor



























Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314

Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |