| Publicado em: 12/12/2017 19:00:00

O programa Bônus Eficiente Linha Fotovoltaica, desenvolvido pela Celesc em parceira com a Engie, conquistou o Prêmio Eco 2017, promovido pela Câmara Americana de Comércio.

O projeto oportunizou a instalação de 1 mil sistemas fotovoltaicos em residências de Santa Catarina, com investimento total de R$ 17 milhões, sendo R$ 11,3 milhões do Programa de Eficiência Energética da Empresa e R$ 6,7 milhões como contrapartida dos clientes que adquiriram o sistema.

Segundo Cleverson Siewert, presidente da Celesc, a distribuidora catarinense subsidiou 60% da instalação dos painéis solares, oferecidos por cerca de 40% do custo praticado no mercado.

“Receber um prêmio de âmbito nacional é, sem dúvida, um importante reconhecimento para esta ação que vai além do estabelecido pelo Governo Federal e oferece um produto de valor, com um preço mais acessível ao consumidor interessado. Porém, mais que oferecer o desconto, o que se quer é estimular o uso racional da energia elétrica e contribuir de forma efetiva com a economia doméstica, com a redução do carregamento das redes e com a diversificação da matriz energética brasileira”, explica.

As instalações dos sistemas inicialmente previstos foram concluídas em novembro pela Engie.

Além da satisfação de gerar sua própria energia limpa e renovável, os participantes podem ter uma economia na conta de energia elétrica de até R$ 2 mil por ano.

Lançado em fevereiro deste ano, o programa obteve mais de 11 mil interessados cadastrados já nos primeiros dias.

 

COMO FUNCIONA

  • Um sistema de energia solar fotovoltaico é capaz de gerar energia elétrica por meio da radiação solar. Os sistemas isolados são utilizados em locais remotos ou onde o custo de se conectar à rede elétrica é elevado, como casas de campo, refúgios iluminação, telecomunicações, bombeio de água etc. Já os sistemas conectados à rede substituem ou complementam a energia elétrica convencional.

  • Enquanto um sistema isolado precisa de baterias e controladores de carga, sistemas conectados à rede funcionam somente com painéis e inversores, já que não precisam armazenar energia.

  • Na instalação do sistema, os medidores existentes nas unidades consumidoras são substituídos por medidores bidirecionais, que permitem registrar a quantidade de energia gerada por meio das placas fotovoltaicas injetada no sistema Celesc.


Pabst & Hadlich - Advocacia empresarial
Engetel - Automação e Segurança
ConexãoNF-e - Consulta, armazenamento e impressão de NFe e CTe


Maratona de Inovação Senac abre inscrições
Nova Lei de Proteção de Dados é tema de evento gratuito em Florianópolis
CDL Florianópolis promove palestra sobre marketing digital e e-commerce
Fiesc lidera missão à China
Patrocinado

Blog do Editor



























Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314

Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |