Tecnologia | Publicado em: 20/02/2017 20:45:00

Mil consumidores de energia elétrica residencial da Celesc, interessados em gerar e usar energia solar, serão subvencionados com um valor de aproximadamente R$ 11 mil por residência, pela Celesc, para a instalação de painéis fotovoltaicos com capacidade de 2,6 kWp pelo Projeto Bônus Fotovoltaico, lançado nesta sexta-feira, dia 17 de fevereiro. A contrapartida pessoal é de R$ 6.700,00, cobrindo o custo total do sistema na ordem de R$ 17 mil.

Os primeiros mil consumidores que se cadastrarem no Projeto Bônus Fotovoltaico a partir de segunda-feira, dia 20, que estiverem habilitados pela Celesc e tiverem o cadastro aprovado vão pagar 40% do custo total praticado no mercado. Cada consumidor vai receber também cinco lâmpadas LED.

A economia na conta de luz por residência pode chegar a R$ 2 mil por ano. De acordo com o presidente da Celesc Cleverson Siewert, o investimento individual aplicado no sistema será recuperado em pouco mais de três anos.

Celesc planeja quadruplicar o número de residências em Santa Catarina com o sistema de energia solar fotovoltaica.

Celesc planeja quadruplicar o número de residências em Santa Catarina com o sistema de energia solar fotovoltaica.

Siewert planeja quadruplicar o número de residências em Santa Catarina com esses sistemas. “A potência total instalada passará dos atuais 2,8MW para 5,4 MW com esta ação”, afirma. “O subsídio à microgeração com sistema fotovoltaico é inédito em território nacional”.

O projeto para microgeração fotovoltaica foi desenvolvido em parceria com a Engie Brasil Energia e a subsidiária Engie Solar, que ganhou o processo licitatório para instalar os sistemas. O total de recursos investidos no projeto alcançam R$11,3 milhões pelo Programa de Eficiência Energética Aneel/Celesc.

O objetivo é acelerar a popularização da energia solar no país. Em uma pesquisa recente, o Greenpeace identificou que mais de 70% dos brasileiros têm interesse em gerar energia solar.

Até o ano de 2024 no Brasil, a Engie Energia Solar estima que um milhão e 200 mil residências produzam 3,4 gigawatts por ano de energia solar. “Este volume representará algo em torno de 3% da capacidade instalada de geração de energia no país”, afirma o presidente da Engie Brasil Energia, Eduardo Satamini.

O presidente da Engie Solar, Rodolfo Sousa Pinto, considera que a iniciativa é inovadora, mas não chega a ser tão arrojada como a ação da China que em um ano mais que dobrou a capacidade em energia solar. Ele esclarece que a instalação dos mil sistemas será realizada em doze meses e que as micro usinas fotovoltaicas serão monitoradas até janeiro de 2019. “Temos experiência nesse mercado, o que garante a qualidade e segurança de nossos serviços”.

SERVIÇO:

O quê – Aquisição de sistemas fotovoltaicos para microgeração residencial com subsídio de 60% da Celesc

Quando – Cadastro inicia segunda-feira, dia 20 de fevereiro, a partir das 10h

Como – Pelo site

 

Fonte: Economia SC




HBSIS lança soluções para roteirização e gestão de frotas no Agenda Confenar 2017
Novas tecnologias para o mercado de provedores contribuem para o aumento da receita e melhoram a experiência dos usuários
Estudante de Florianópolis cria aplicativo para escolas de Palhoça
Blumenau recebe Lemonade Experience, parque que propõe experiências tecnológicas
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado



Patrocinado


Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |