Legislação | Publicado em: 11/09/2017 15:00:00

No ano passado, cada magistrado do TRT-SC solucionou em média 1.405 processos, resultado que rendeu para o Tribunal o quarto melhor índice entre toda a Justiça do Trabalho. Na produtividade média por servidor, o Regional catarinense ficou em quinto lugar. Os dados fazem parte do Relatório Justiça em Números 2017, publicado na segunda (4) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O índice de produtividade dos magistrados (IPM) é calculado pela relação entre o volume de casos baixados e o número de magistrados da jurisdição. O IPM alcançado pelo TRT-SC (1.405) foi acima do índice médio de 1.248 da Justiça do Trabalho em 2016. Nos três primeiros lugares ficaram os tribunais das 15ª Região (Campinas), 2ª Região (São Paulo) e 11ª Região (Amazonas e Roraima), com índices respectivamente de 1.584, 1.467 e 1.406 – esse último apenas um ponto a mais que o resultado obtido pelo TRT-SC.

O relatório também apresenta o índice de produtividade dos servidores da área judiciária (IPS-JUD) dos tribunais, partindo do mesmo cálculo usado para os magistrados. Nesse critério o TRT-SC ficou em quinto lugar entre os 24 regionais trabalhistas, com uma média de 143 processos baixados por cada servidor, sete a mais do que a média nacional 136.

 

EFICIÊNCIA

No índice de produtividade comparada entre os tribunais (IPC-JUS), o TRT-SC ficou em sétimo lugar na Justiça do Trabalho, com 94% de eficiência. O IPC-JUS é calculado a partir de uma equação complexa, que considera o fluxo de entrada – número de processos que ingressaram, recursos humanos e financeiros disponíveis –, e o de saída, ou seja, os processos baixados.

Dessa forma, os tribunais que mais solucionaram processos em relação aos recursos que tiveram à disposição durante o período de referência são considerados os mais eficientes. Apesar de não ter alcançado o percentual máximo, o TRT catarinense está em evolução: no relatório anterior o IPC-JUS foi de 77%, uma diferença de quase 20 pontos percentuais.

 

TEMPO MÉDIO

O relatório também revela que o tempo médio de tramitação de um processo – do ajuizamento da ação até a sentença – foi de sete meses no primeiro grau do TRT-SC, menor que a média da Justiça do Trabalho, que é de um ano. Já no segundo grau foi de quatro meses, igual à média nacional.

Para o presidente do TRT-SC, desembargador Gracio Petrone, os resultados mostram o quanto servidores e magistrados estão comprometidos com o trabalho. “Apesar de todas as restrições que enfrentamos no ano passado, de ordem orçamentária e de pessoal, conseguimos atingir essa marca impressionante, graças ao empenho e senso de compromisso de nosso quadro com o jurisdicionado”, elogiou o presidente.

 

JUSTIÇA EM NÚMEROS

Principal fonte estatística do Poder Judiciário, o Relatório Justiça em Números é lançado anualmente desde 2004. O documento reúne dados sobre 90 tribunais do país, de todos os ramos do Poder Judiciário, sempre com o levantamento sobre o ano anterior.

A edição deste ano revela que em 2016 foram recebidos 29,4 milhões de novos processos e baixados a mesma quantidade. Em média, a cada grupo de 100 mil habitantes, 12,907 mil ingressaram com uma ação judicial. O país finalizou o ano com 79,7 milhões de processos em tramitação.




Presidente da Teka ataca decisão judicial e se afasta do cargo
Municípios do Sul aderem ao SC Bem Mais Simples
TRT-SC está entre os cinco com maior produtividade
Liminar garante autonomia de SC para a gestão dos recursos públicos
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado
Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |